Oito novos imortais serão empossados neste sábado (17) na Academia Teixeirense de Letras

Oito novos imortais serão empossados neste sábado (17) na Academia Teixeirense de Letras
setembro 17 18:17 2016 Imprimir Este Artigo

A ATL – Academia Teixeirense de Letras, que tem o poeta Castro Alves como seu patrono-geral, realizará sessão festiva na noite deste sábado (17/09), para a posse dos seus últimos 8 membros efetivos.  O evento ocorre no plenário Francistônio Alves Pinto da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas. A ATL possui 40 vagas e os seus primeiros 32 imortais tomaram posse como acadêmicos titulares da primeira agremiação lítero-cultural do extremo sul da Bahia, na sessão de instalação no último dia 4 de junho.

A Academia Teixeirense de Letras foi criada oficialmente em Teixeira de Freitas no último dia 14 de março de 2016. O dia escolhido para sua criação oficial não foi por acaso, já que em 14 de março de 2016 foram comemorados os 169 anos de nascimento do poeta baiano Castro Alves, que nasceu no dia 14 de março de 1847 e morreu aos 24 anos de idade em 6 de julho de 1871, em Salvador. Castro Alves, que já era patrono da cadeira nº 7 da Academia Brasileira de Letras, também recebeu o título de patrono-geral da ATL.

A Academia Teixeirense de Letras tem sede e foro em Teixeira de Freitas e base de atuação em 13 municípios que compõem o Território de Identidade do Extremo Sul: Teixeira, Alcobaça, Caravelas, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Jucuruçu, Itamaraju, Itanhém, Ibirapuã, Prado e Vereda.

Ente o número de 40 imortais. 25 cadeiras foram reservadas para os membros efetivos residentes na cidade de Teixeira de Freitas e 15 cadeiras foram reservadas para os acadêmicos efetivos moradores das outras 12 cidades da região. Cada membro que toma posse leva um patrono para sua cadeira.

Segundo o presidente da ATL, jornalista e poeta Almir Zarfeg, o patrono é uma pessoa já falecida que teve importância política, progressista, histórica, educacional ou cultural para alguns dos municípios que compõem o território de base da ATL. Neste sábado (17), o ritual se repete na cerimônia de posse dos 8 novos acadêmicos, um familiar receberá uma homenagem consagrando o patrono da cadeira.

Depois das 40 cadeiras ocupadas, uma vaga só se abrirá com a morte de algum dos imortais do Colegiado. Havendo a morte de algum dos membros titulares, a sua vaga será aberta e publicada em edital para os pretendentes se inscreverem. Os nomes concorrentes serão submetidos à avaliação e eleição do Colegiado para escolha de um dos candidatos. O critério principal é que a pessoa tenha no mínimo um livro de boa avaliação publicado para ingressar na Academia. Todos os 8 membros que tomarão posse neste sábado (17/09), são escritores.

Além da posse dos oito novos membros efetivos, haverá ainda na sessão, a convocação dos seus 40 membros para a coautoria da antologia “ATL em Verso e Prosa”. A divulgação de editais dos concursos “Hino Oficial da ATL” (para membros) e do “Prêmio Castro Alves de Literatura” para o público dos 13 municípios do baixo extremo sul. E também haverá a homenagem aos 25 anos do livro “Canivete”, do professor doutor e escritor João Rodrigues Pinto, membro da cadeira nº 22.

“Trata-se de mais um evento solene da ATL aberto ao público teixeirense, que surgiu para agregar os artistas da nossa região e, ao mesmo tempo, valorizá-los. A expectativa, portanto, é a melhor possível”, festejou o poeta Almir Zarfeg, presidente da Academia Teixeirense de Letras e titular da cadeira nº 01. (Por Athylla Borborema).

Relação dos 8 novos imortais

– Advogado e escritor Elias Botelho, Cadeira nº 33 – Patrono: Moisés dos Santos Almeida.

– Poeta Luiz Brandão, Cadeira nº 34 – Patrono: Frei Salésio Heskes.

– Escritor Joselito Souza Leite Júnior, Cadeira nº 35 – Patrono: Raimundo Hermes da Conceição.

– Poeta Amaro Vicente Sant’Anna, Cadeira nº 36 – Patrono: Ângelo Soares Dias.

– Advogado e escritor Luiz Carlos de Assis Júnior, Cadeira nº 37 – Patrono: Dom Antônio Elizeu Zuqueto.

– Professor doutor e escritor Ademar Bogo, Cadeira nº 38 – Patrono: Joaquim de Jesus Ribeiro.

– Jornalista e escritor Rubens Floriano Santos, Cadeira nº 39 – Patronesse: Marieta Gazzinelli.

– Advogado e escritor Paulo Américo, Cadeira nº 40 – Patrono: Gilson Roque do Nascimento.

Print this entry

  Categories:

Ainda não há comentários

Você pode ser o único a iniciar uma conversa .

Adicione um comentário

Your data will be safe! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são obrigatórios.