SUS passa a oferecer novos serviços para mudança de sexo

SUS passa a oferecer novos serviços para mudança de sexo
janeiro 08 14:24 2017 Imprimir Este Artigo

O Ministério de Saúde, através do Sistema Único de Saúde (SUS), habilitou quatro novos serviços ambulatoriais para procedimentos transexualizadores. De acordo com a Agência Brasil, entre eles estão a terapia hormonal e o acompanhamento psicológico dos usuários em consultas antes e depois da cirurgia de mudança de sexo. Entretanto, tais atendimentos só estão disponíveis em São Paulo, Curitiba, Rio de Janeiro e Uberlândia (MG).

Em relação à resignação sexual, como processo é irreversível, o Ministério da Saúde exige que antes da cirurgia seja feito um acompanhamento multidisciplinar por pelo menos dois anos. Para ambos os gêneros, a idade mínima para procedimentos ambulatoriais é de 18 anos. Esses procedimentos incluem acompanhamento psicológico e hormonioterapia. Para procedimentos cirúrgicos, a idade mínima é de 21 anos. Após a cirurgia, deve ser feito acompanhamento por mais um ano.

Desde 2008, o SUS oferece cirurgias e procedimentos ambulatoriais para pacientes que precisam fazer a resignação sexual. Entre 2008 e 2016, ao todo, foram feitos 349 procedimentos hospitalares e 13.863 procedimentos ambulatoriais relacionados ao processo transexualizador.

Foto: BN  Foto: Divulgação

 

Print this entry

  Article "tagged" as:
  Categories:

Ainda não há comentários

Você pode ser o único a iniciar uma conversa .

Adicione um comentário

Your data will be safe! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são obrigatórios.