MEC acata decisão e diz que não vai anular redação do Enem que violar direitos humanos

MEC acata decisão e diz que não vai anular redação do Enem que violar direitos humanos
novembro 05 10:37 2017 Imprimir Este Artigo

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação, informou que não vai recorrer da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que impede que redações do Enem sejam anuladas por desrespeito aos direitos humanos.

Uma nota divulgada na tarde deste sábado (4) alega que preferem manter a segurança jurídica do exame. “O MEC e o Inep entendem que os participantes do Enem 2017 precisam fazer a prova com segurança jurídica e com a tranquilidade necessária ao Exame”, diz o texto. O comunicado ressalta que “não haverá anulação automática da redação que violar os Direitos Humanos”. A redação será aplicada já neste domingo (5).

Com o posicionamento do STF, fica mantida a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) do último dia 25, que proíbe que as redações sejam anuladas por desrespeito aos direitos humanos. A determinação foi feita como resposta a uma ação civil pública movida pela Associação Escola Sem Partido.  Ela sustenta que a regra não apresenta critério objetivo e tem “caráter de policiamento ideológico”.

BN (Foto: Luiz Schmitt/Divulgação

  Article "tagged" as:
  Categories:

Ainda não há comentários

Você pode ser o único a iniciar uma conversa .

Adicione um comentário

Your data will be safe! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são obrigatórios.