Celso Kallarrari e Valci Vieira, acadêmicos da ATL, autografam seus livros nesta quarta (28), na UNEB

Celso Kallarrari e Valci Vieira, acadêmicos da ATL, autografam seus livros nesta quarta (28), na UNEB
março 27 13:31 2018 Imprimir Este Artigo

Eles são Membros Efetivos da Academia Teixeirense de Letras (ATL) e, também, lecionam no Departamento de Letras do Campus X da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Nesta quarta-feira (28), a partir das 19h, no auditório da UNEB, em Teixeira de Freitas, Celso Kallarrari e Valci Vieira autografam os livros “A menina que comia queijo” e “Tragicidade nas poéticas de Cesário Verde e Cruz e Sousa”, respectivamente.

“A menina que comia queijo” sai pela ZL Editora e tem como protagonista Sarah, que vem a ser filha do autor e que inspira essa deliciosa história contada no melhor estilo “a vida imita a arte”.

Tudo começa num belo dia quando a pequena Sarah, ainda na barriga de sua mãe, Helena, sente o gostinho do queijo e, depois de nascida, não para mais de gostar da iguaria à base de leite, inclusive demonstrando interesse pela arte de preparar o famoso queijo de Minas.

Grávida de Sarah, Helena sente um desejo incontrolável de comer a massa compacta derivada do leito. Para que a criança não nasça com cara de queijo, seu pai dá início a uma aventura à procura do queijo de Minas no Rio Grande do Sul, estado para onde a família havia se mudado. Para saber mais sobre essa história incrível, você terá que ler o livro…

“Eu li a história antes mesmo de virar livro e fiquei fascinado com a sensibilidade com que o confrade Celso Kallarrari nos apresenta Sarah, Helena e os demais familiares maternos. Enfim, um presente para nós leitores”, afirmou Almir Zarfeg, presidente da ATL.

Já “Tragicidade nas poéticas de Cesário Verde e Cruz e Sousa” é fruto da tese de doutorado de Valci Vieira e vem a público pela Pontes Editores. A obra propõe uma análise crítica comparativa de dois autores marcantes do final do século XIX, no Brasil e em Portugal, um simbolista e um realista.

“Não conheço a tese do confrade Valci Vieira, mas sei do seu interesse pela obra de Cesário Verde, demonstrado já na dissertação de mestrado. Estou ansioso para conhecer a interpretação comparativa que ele dedica a dois autores, aparentemente, antagônicos”, pontuou Zarfeg, convidando a todos para a noite de autógrafos.

“Vamos prestigiar dois autores e intelectuais que representam tão bem a arte e a intelectualidade teixeirenses e regionais”, concluiu. (Da redação TN)

  Categories:

Ainda não há comentários

Você pode ser o único a iniciar uma conversa .

Adicione um comentário

Your data will be safe! Seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceira pessoa.
Todos os campos são obrigatórios.